12 de novembro de 2008

Anarquistas homossexuais atacam culto de igreja evangélica

Anarquistas homossexuais atacam culto de igreja evangélica

John Jalsevac
LANSING, MI, EUA, 11 de novembro de 2008 (LifeSiteNews.com) — Domingo, dia 9 de novembro, um bando de cerca de 30 homossexuais atacou uma igreja na cidade de Lansing, Michigan, EUA. Alguns estavam bem vestidos e se posicionaram dentro da Igreja Monte Esperança, onde fingiam ser pessoas normais adorando; outros do lado de fora estavam vestidos de rosa e preto.
O grupo, que se descreve como anarquistas homossexuais, se chama Bash Back! (Revide!) e afirma que a igreja evangélica é culpada de “transfobia e homofobia”. O grupo diz que luta por “liberação”, se opõe a “todas as formas de poder estatal” e exorta os membros a não condenar certos métodos de promoção de sua causa “com a desculpa de que o Estado considera ilegal”.
Durante o culto, os manifestantes de fora da igreja estavam batendo em baldes, gritando “Jesus era homossexual” no megafone e carregando uma cruz invertida cor-de-rosa. Eles distribuíram panfletos a quem passava por perto.
Quando o sinal foi dado, os manifestantes dentro da igreja se levantaram de seus lugares e começaram a gritar e atrapalhar o culto. Eles acionaram o alarme contra incêndio na igreja e atacaram o púlpito, desenrolando uma enorme bandeira colorida com o arco-íris que trazia a frase: “É NORMAL SER GAY! VAMOS REVIDAR!”
Eles destruíram objetos da igreja, gritaram palavrões e confrontaram os membros da congregação. De acordo com Right Michigan, em sua manifestação eles também usaram camisinhas, brilho, confete e tecido cor-de-rosa. Os homossexuais estavam de câmera em punho tentando filmar reações violentas dos membros da igreja, porém não houve tais reações. Right Michigan também noticiou que aproximadamente uma hora depois da manifestação seguranças encontraram dois dos manifestantes juntos no banheiro da igreja. A polícia não prendeu ninguém.
Bash Back! distribuiu nota à imprensa em seu site depois do fato, que confessou que “o grupo gritou muito, ficou fora de controle e provocou ofensas”. O grupo descreveu a Igreja Monte Esperança como “deplorável” e “anti-gay”.
A nota concluiu: “Que todos saibam: Enquanto intolerantes nos matarem nas ruas, este bando de lobos continuará a REVIDAR!”
O presidente da Liga Católica, Bill Donohue, respondeu hoje dizendo: “O fato mais importante neste caso é que os grandes meios de comunicação estão se recusando a mencionar o que com certeza é um dos acontecimentos mais preocupantes de 2008. Se um grupo organizado de pessoas contrárias ao homossexualismo atacasse uma igreja gay, a mídia faria tudo para que cada pessoa nos Estados Unidos ficasse sabendo do caso”.
“Isto é fascismo urbano atingindo o centro dos Estados Unidos. Devemos dar um basta nisso antes que saia de controle. Estamos entrando em contato com Mike Cox, o promotor geral de Michigam, pedindo uma investigação”.
As ações de Bash Back! em Michigan ocorreram depois de vários dias de manifestações homossexuais do lado de fora das igrejas da Califórnia, em protesto contra a aprovação da Proposta 8.
Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com

6 comentários :

Anônimo disse...

Quero ver eles atacarem a Igreja de Saddleback, do Rick Warren, que tambem foi contra os gays.

Se entrarem na saddleback, o pau quebra pra cima deles...

heheheh

Winny disse...

É um absurdo uma coisa dessas. Ninguém faz nada, ninguém fala nada. Se fosse o contrário seriamos totalmente destruídos pela mídia.

ANTÔNIO CARLOS DE OLIVEIRA disse...

A questão é mais grave do que a gente imagina.

O objetivo dessa raça de víboras é impugnar as religiões que são contra o homossexualismo e convalidar as que são a favor, isto é, a umbanda, o camdomblé e o espiritismo.

Se entrarem na minha mesquita, sairão de lá debaixo de porradas.

Se quiserem pagar para ver...

Alexssandro disse...

Francamente muita gente junta sem muito o que fazer na vida, só isto para explicar esse ataque maluco que deve ser repudiado por qualquer ser humano de posse das suas faculdades mentais.

Eu no lugar deles faria questão de atravessar a rua para não passar na frente de um igreja intolerante, ignorar é a melçhor politica, agir com violencia só legitima o preconceito, que venham a responder nas barras da justiça pela violencia que praticaram.

Anônimo disse...

O que faz os crentes(evangélico salvo na pessoa de Jesus Cristo)? Tenta viver conforme a palavra que Deus ensina. Se nós cremos nas Sagradas Escrituras, que para nós é Deus falando conosco. Logo o que Ela diz para nós é lei para nosso viver diário. Não colocamos a corda no pescosso de ninguém para servi a Deus como nós, até porque Deus não quer isso. Se pessoas preferem viver a sua vida de modo antibíblico que viva. Porém não nos obriguem aceitar atos que a palavra de Deus diz não. Se homossexual fez sua escolha que viva sua vida sabendo que Deus ama a criatura e abomina o pecado se pra eles isso é certo arquem com as consequências de suas escolhas. Todavia respeite o Altissímo porque Ele não criou Adão e ivo. Leia Apocalipse 21:8 vivemos a Bíblia que para nós é palavra de Deus. Lembre-se os dias de Noe já chegaram. Todos terão suas respostas da boca do Todo poderoso aguarde e verão. O nome do Senhor pode até ser zombado por alguns por algum tempo, mas breve muitos chorarão e será tarde demais!!! Que Deus seja exaltado eternamente. Amém!

Antonio disse...

Somos contra violencia. a contituição federal disse, que é protegido o local do culto religioso.se eles entrar pra bagunçar , vai sair na base do caçete