24 de novembro de 2008

Com a chegada de Obama à presidência dos EUA, Israel teme que tenha de ficar quase sozinho diante da ameaça nuclear do Irã

Com a chegada de Obama à presidência dos EUA, Israel teme que tenha de ficar quase sozinho diante da ameaça nuclear do Irã

A cúpula militar de Israel propôs ao governo do país que prepare “com discrição planos de contingência para enfrentar um Irã nuclear”, que considera a maior “ameaça a sua sobrevivência”. A recomendação está em um documento — cujo conteúdo foi divulgado hoje (dia 23 de novembro) pelo jornal Há’aretz — que o exército entregará no próximo mês ao Conselho de Ministros, como parte da análise da situação para 2009, publicada anualmente pelo Conselho Nacional de Segurança. A cúpula militar adverte que Israel terá que enfrentar “quase sozinho” as diversas ameaças à sua sobrevivência se houver uma aproximação entre Washington, Teerã e o mundo árabe, após a chegada de Barack Obama à Casa Branca. Esses riscos são Irã, em primeiro lugar, e os mísseis de longo alcance de outros países da região, em segundo.

Fonte: http://www.jornalalef.com.br

Leia também:

Obama como presidente dos EUA: Quem ganha, quem perde

2 comentários :

Anônimo disse...

Muito interessante colocar uma notícia deste Jornal Alef!

Escrevo isso por que ele é divulgado pelo FIERJ: a Federação Israelita que se auto-intitula de israelitas progressistas (comunistas).

Julio Severo disse...

Pois é. Os comunistas judeus estão se estrepando. Eles deram muito apoio ao Obama, e agora estão preocupados com o que o cara vai fazer....