23 de janeiro de 2012

A nova missão do FBI: monitorar cristãos

A nova missão do FBI: monitorar cristãos

Julio Severo
Historicamente, a Gestapo e a KGB são notórias como agências policiais estatais de monitoração, repressão e perseguição, inclusive de cristãos.
Enquanto a Gestapo e a KGB miravam dissidentes e cristãos, o FBI mirava criminosos.
Os tempos mudaram. A Gestapo e a KGB desapareceram nos escombros da história. E agora o FBI, que deveria estar mirando islâmicos terroristas, mira os cristãos, se tornando aos poucos como a Gestapo e a KGB.
Primeiro, conforme foi denunciado no meu blog, o FBI está atrás de uma ex-lésbica e sua filha. A mulher se tornou cristã e teve de fugir dos EUA, porque a ex-amante, uma ativista lésbica, exige a menina. Mas o FBI não está do lado da mãe natural. O FBI está com o movimento gay, prendendo pastores e movendo uma perseguição internacional contra a mãe cristã e sua filha.
E agora, WND relata o caso de um pregador de rua na mira do FBI. É de se temer o que o FBI acabará se tornando em futuro não muito distante.
E não seria difícil o FBI perseguir grupos cristãos e conservadores. Numa das excelentes aulas de seu curso de filosofia, o Prof. Olavo de Carvalho disse que por ano são aprovadas milhares de leis nos Estados Unidos. É claro que é impossível os cidadãos conhecerem todas essas leis. E quando você tem inimigos políticos, como apontou o Prof. Olavo, fica fácil pegar qualquer lei, que você desconheça, e jogar contra você.
Só no ano passado, os Estados Unidos aprovaram 40 mil leis, de modo que, conscientemente ou não, todo americano deve estar quebrando alguma lei! Um terço dos americanos já passou, em algum momento de suas vidas, algum tempo na cadeia.
Os tribunais americanos declaram aos que confessam que não sabiam: “O desconhecimento da lei não é desculpa”. Isso era fácil quando havia só os Dez Mandamentos. Mas se é impossível decorar dez por cento de todas as leis que foram aprovadas somente no ano passado nos EUA, como então se lembrar das leis que foram aprovadas nos outros anos? Esse enorme labirinto legal pode ser usado e abusado para prender e destruir os desafetos do sistema político no poder.
E os maiores desafetos desse sistema agora são os cristãos conservadores. Sei disso porque o governo americano já está monitorando sites cristãos. Sei disso porque eu mesmo estou em alguma lista negra. Sei disso porque o governo americano já declarou que os EUA vão estabelecer uma agência policial internacional a favor da agenda gay.
Perto do policiamento politicamente correto que o governo americano quer instaurar mundialmente, temo que a Gestapo e a KGB venham ainda a parecer coisa de criança.
Eis o artigo de WND:

Pregador quer saber se seu nome está na lista de terroristas

Bob Unruh
O Instituto Rutherford, um escritório de advocacia, está buscando saber se o FBI colocou em sua lista de monitoração de terroristas um pregador de rua que prega o Evangelho sem rodeios.
O pregador, Michael Marcavage, recorreu à ajuda legal depois que ficou sabendo que o FBI estava querendo entrevistar e interrogar seus amigos sobre as atividades dele.
Michael Marcavage
O Instituto Rutherford confirmou que “uma fonte confiável informou Marcavage de que ele estava sendo alvo de uma investigação do FBI e que seu nome havia sido acrescentado à lista do FBI de monitoração de terroristas, com base na ligação alegada dele a uma organização antiaborto conhecida como ‘Exército de Deus’”.
John Whitehead, presidente do Instituto Rutherford, disse que o FBI estava conduzindo uma investigação secreta nas ligações e atividades de Marcavage. Ele exigiu que o FBI revelasse o que está acontecendo ou pare a investigação.
“Michael Marcavage merece saber o motivo por que está sob investigação e se ele foi, de fato, colocado na lista do FBI de monitoração de terroristas. Contudo, se, conforme suspeitamos, Marcavage não é culpado de nada, a não ser de dar mensagens religiosas pacíficas que autoridades governamentais veem como polêmicas, então o governo claramente ultrapassou seus limites constitucionais”, disse Whitehead.
Marcavage é o diretor de um ministério de evangelismo cuja missão é a proclamação pública do Evangelho. Ele rotineiramente viaja pelo país pregando em fóruns públicos tradicionais, distribuindo literatura cristã e envolvendo os transeuntes em debates sobre a fé cristã.
Traduzido e adaptado por Julio Severo do artigo de WND: Preacher demands to know ‘terror watch’ status

10 comentários:

AKOGA disse...

Caso meu nome ainda não esteja nessa lista negra (o que já tenho minhas dúvidas, depois que um site em inglês invadiu o meu laptop e instalou quatro programas espiões, no momento em que eu postava, no site do Julio Severo, um comentário sobre o presidente dos EUA, obrigando-me a formatar a minha máquina, pq tudo que eu postava estava sendo apagado...), favor inserí-lo FBI, pq não pretendo me calar diante de tanta abominação contra DEUS e a Sua Palavra, a não ser que me tirem a vida, ok? SDS, ANA KARINA. PS.: SERÁ QUE VÃO PRECISAR DO MEU RG, CPF, CARTEIRA DE MOTORISTA, TÍTULO DE ELEITOR, PIS, ETC? SE PRECISAREM, ME PEÇAM QUE DAREI COM O MAIOR PRAZER. PQ FAZER PARTE DESSA LISTA NEGRA É UMA HONRA, PQ SIGNIFICA QUE O NOME DO PERSEGUIDO OU DA PERSEGUIDA JÁ ESTÁ ESCRITO NO LIVRO DA VIDA. AELUIA!!!

Anônimo disse...

Microsoft manifesta apoio a casamento gay no Estado de Washington:

http://www1.folha.uol.com.br/tec/1037303-microsoft-manifesta-apoio-a-casamento-gay-no-estado-de-washington.shtml


Novas versões do Windows Update podem enviar um significativo montante de dados da máquina do usuário o servidor de atualizações da Microsoft, incluindo a listagem de componentes de hardware e de software:

http://www.exactaexpress.com.br/invasao.htm


Gente, vamos aprender a usar linux!

Anônimo disse...

Lembra daquela historia dos milhares de caixões espalhados pelos E.U.A? E agora essa de "monitoramento cristão", estão conhecendo melhor aqueles a quem em breve vão atacar, CRISTÃOS CHEGOU A HORA DE NOS UNIRMOS, ACABARMOS COM ISSO DE IGREJA A OU B, SE UNIÃO SEREMOS DESTRUÍDOS POR NOSSOS INIMIGOS, DESPERTEMOS E UNIÃO E AMOR UNS PARA COM OS OUTROS DE NOSSA FÉ! JULIO CORAGEM!

Maria Magdala

A história dos caixões vc assiste nesse vídeo no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=gWVjJxiqgkY

Julio Severo disse...

Cara, o Linux é o sistma preferido dos governos comunistas. Quando Lula se tornou presidente, ele impôs o Linux. Por ser um sistema aberto, QUALQUER país pode controlar o Linux, ao passo que o Windows está sob o controle da Microsoft. Como você pode ver, não tem para onde você escapar.

Anônimo disse...

E o ubuntu? não é mais seguro?

Julio Severo disse...

Como eu disse, e volto a repetir, o sistema Linux é o preferido dos comunistas. Só isso já é motivo suficiente para suspeitas.

Anônimo disse...

Era só o que faltava mesmo né até FBI, no encauso dos cristãos atuantes do evangelho fala sério né só JESUS causa mesmo viu aff. Ester!!!!

Anônimo disse...

A paz de cristo, irmão Júlio.

Se me permite, gostaria de dizer que concordo com você quando diz que até existem grupos esquerdistas que promovem o Linux de forma ideológica. Porém devemos lembrar que toda forma extremada de pensar, é enganosa, mesmo quando conservadora ou cristã-religiosa, quando sumariamente se rotula algo como ruim apenas porque é utilizado indevidamente pelo lado inimigo, e Infelizmente às vezes existe uma visão reducionista conservadora que acha que tudo que é produzido de forma comunitária, colaborativa, de ajuda mútua e pelo bem comum, sem objetivo eminentemente financeiro, é comunismo. Essa é uma forma perigosa de pensar pois pode nos levar a conclusões equivocadas. Por exemplo, a palavra “solidariedade” é muito utilizada por grupos marxistas em seus discursos ideológicos. Seria então a solidariedade uma coisa ruim apenas porque os marxistas se utilizam indevidamente deste termo? Claro que não, pois essencialmente uma coisa nada tem a ver com outra. Particularmente eu sou um conservador cristão e contrário ao comunismo, mas também contra o monopólio empresarial, uma vez que monopólio é, por excelência, a prática comunista na economia. O objetivo real dos comunistas não é acabar com o mercado, até porque eles já descobriram que isso é impossível, mas ter o controle total do mercado, colocando-o nas mãos de seus colaboradores partidários, portanto dos ricaços mantenedores do sistema político. Eu, por exemplo, sou usuário do sistema operacional Linux, não por motivos ideológicos, mas por motivos práticos, por tratar-se se um sistema seguro, robusto e que atende plenamente minhas necessidades. Linux é um sistema operacional e não um sistema político, nem capitalista e nem comunista. O comunismo envolve força e imposição obrigatória, e não liberdade, e liberdade é o que o movimento software livre tem como princípio. Liberdade, diga-se de passagem, é um dos princípios que regem o espírito americano e a democracia ocidental. Se o Linux fosse comunista, empresas como a IBM, a GOOGLE, a NOVELL, a INTEL, a REDHAT, a ORACLE e a NASA não investiriam tanto nele. Parte considerável do código fonte do Linux assim como várias funcionalidades e aplicações é feito por colaboração dessas empresas, que devem estar interessadas mais em estabilidade, segurança, em ter um bom produto e, é lógico, em ganhar dinheiro e não em ajudar um sistema comunista. O que parece comunismo é o que a Microsoft faz através do Windows e seus demais produtos, que procura vincular pela força de lobbys poderosos, as pessoas, as empresas e até os governos de países inteiros à dependência de seus produtos. E domínio total, portanto, é uma característica comum ao comunismo. E no caso da Microsoft, pior ainda, uma vez que esta empresa é uma das maiores patrocinadoras do globalismo no mundo. (principal cabeça do sistema anticristão mundial, que controla e se serve inclusive do movimento esquerdista). Para maiores informações neste sentido recomendo a leitura de um artigo do seguinte site: http://sinapseslivres.com.br/2010/12/quem-desenvolve-o-linux-relatorio-2010/

A paz de Cristo seja contigo, querido irmão. Minhas orações são contigo.
Magno

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Júlio,

Não sei se o que eu vou dizer aqui é pertinente ao assunto deste artigo, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso.

Religiosamente falando, a verdade é que os Estados Unidos era, até alguns anos atrás, considerado o país mais protestante do mundo. E muita gente dizia que era o país mais cristão do mundo. Só que, atualmente, não aparenta ser nada disso (pelo menos é assim que eu vejo).

Estive conversando com uma professora americana que esteve há alguns meses aqui em Recife (onde eu moro). Quando eu perguntei a ela como ela via os Estados Unidos no sentido moral e espiritual, ela me disse precisamente o seguinte:

"O nosso país (Estados Unidos) tinha tudo para ser um país abençoado (e até para servir de referência cristã para o mundo). No começo, éramos muito tementes a Deus. O problema é que, com o passar do anos, o desenvolvimento científico e o progresso material e financeiro subiu à cabeça de alguns dos nossos governantes, e, com isso, eles já passaram a não se importar mais com a obediência à Palavra de Deus".

E ela ainda me disse algumas coisas assustadoras:

"Em muitas cidades, há locais onde se pratica a bruxaria, existem pessoas que fazem parte de movimentos (como a Nova Era), há as que estão metidas em seitas satânicas (sem contar que a Igreja de Satã está situada na Califórnia), o homossexualismo está aumentando a cada dia, pregadores evangélicos envolvidos em escândalos, enfim, o nosso país está se destruindo. Que esperança podemos ter, ou melhor, qual será o futuro da nação americana se esse estado de coisas continuar?"

Eu não queria ser muito direto, mas eu disse a ela o seguinte:

"Quando uma nação despreza a Palavra de Deus e passa a confiar somente na sua própria sabedoria, ela fica entregue à própria sorte (como um barco à deriva num mar revolto, prestes a afundar). Os verdadeiros cristãos precisam voltar à obediência à Palavra de Deus para recolocar a nação no caminho certo". Não sei se esta minha resposta foi 100% satisfatória, mas ela aprovou. E eu até citei o Salmo 33:

"Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor" (Salmo 33:12)

Ela agradeceu a minha resposta e disse que iria divulgar o nosso diálogo num encontro evangélico.

Fico pensando aqui comigo, Júlio: será que aqui no Brasil não estaria acontecendo a mesma coisa? Se você estivesse dialogando com essa americana, como você avaliaria os Estados Unidos, ou melhor, qual seria o diagnóstico que você daria dos americanos no sentido moral e espiritual?

E outra: o que o Brasil precisa fazer para se tornar uma nação espiritualmente abençoada (como os Estados Unidos foi no princípio)?

Espero uma resposta da sua parte na primeira oportunidade.

Mirian disse...

‎Julio Severo, acabei de descobrir que um dos fundadores do FBI, J. Edgar, era HOMOSSEXUAL, e viveu, por anos, uma relação amorosa com Clyde Tolson.

Descobri por um acaso: ganhei um par de convites para assistir a pré estreia da biografia dele, entitulado "J. Edgar". Para saber a sinopse do filme, pesquesei sobre o filme no google e entri nessa pagina: http://jeniss.blogspot.com/2011/09/j-edgar-sinopse-e-trailer-do-drama.html. Vendo que o filme era um apologia ao homossexualismo, devolvi os 4 convites que eu ganhei. Não dou ibope para o pecado.

Agora eu entendi o porquê o FBI esta te perseguindo, e perseguindo a todos os cristãos: eles são liderados por homossexuais e são cristianofóbicos.