5 de março de 2012

Bispo esquerdista morto se torna sábio por boca “conservadora”

Bispo esquerdista morto se torna sábio por boca “conservadora”

Dr. Fábio Blanco
Um morto não se torna um santo apenas porque morreu; o que lhe confere tal status é seu histórico. Da mesma forma, um criminoso não passa a ser santo, nem sábio, nem honesto apenas porque não se encontra mais neste mundo. Havia dois ladrões nas cruzes ao lado de Cristo, mas apenas um foi, ao se arrepender em seu momento derradeiro, justificado; o outro: inferno!
Nos últimos dias, o mundo evangélico brasileiro acompanhou um tanto estarrecido e abalado a notícia da morte do bispo anglicano Robinson Cavalcanti e de sua esposa, os quais foram assassinados por seu filho a facadas. Parece que o jovem tinha problemas sérios com drogas. Mas isso não vem ao caso para o que foi vastamente ignorado nas notícias do Brasil.
É de conhecimento notório que o bispo morto fora um esquerdista militante, tendo sido membro do Partido dos Trabalhadores. Ele chegou, inclusive, a se candidatar a cargos políticos por esse partido. Não só isso, mas o sr. Cavalcanti fora, também, o fundador do MEP, Movimento Evangélico Progressista. Inicialmente, Cavalcanti queria chamá-lo de Movimento Evangélico Socialista ou Comunista, mas então suas intenções estariam patentes, prejudicando seu propósito maior: atrair evangélicos. Já “Progressista” obscureceria o marxismo do grupo e teria melhor aceitação pública.
Durante muito tempo, o MEP foi o principal sustentáculo evangélico do PT. O próprio bispo jamais escondeu suas ligações e ideologias, tendo apenas rompido com o PT por considerar que sua política não era tão esquerdista quanto ele desejava que fosse.
Por suas convicções, o sr. Robinson Cavalcanti não pode, de maneira alguma, ser tido por um conservador. Apesar dele ter declarado ser contra o “casamento homossexual” (posição igualmente adotada por marxistas clássicos da linha da União Soviética, que não aceitava de forma alguma o homossexualismo), o histórico dele demonstra uma vida de luta em favor dos movimentos mais liberais que existem. Sendo um militante marxista, como sempre fora, Cavalcanti posicionava-se como um progressista, um esquerdista de carteirinha, um marxista convicto, um verdadeiro comunista.
Sendo assim, o título de conservador é o único que não pode ser colocado sobre ele. Afinal, tendo estado até a medula comprometido com o esquerdismo, e sendo esse movimento historicamente inimigo de tudo o que pode ser chamado de ideia conservadora, obviamente o próprio bispo jamais se veria como tal. Provavelmente, até se sentisse ofendido se alguém o assim chamasse, já que ele mesmo era um forte contestador do que ele chamava de “direita religiosa americana”. Seus textos na revista Ultimato transbordavam frequentemente seus sentimentos de aversão e hostilidade para com essa “direita” cristã, composta de evangélicos conservadores americanos que militam contra a agenda abortista e homossexualista. Conservador, para Robinson Cavalcanti, provavelmente seria um xingamento.
Por tudo isso, surpreende quando uma agência cristã de notícias dos EUA, como o Christian Post, afirma, em reportagem sobre o assassinato do bispo e sua esposa, que ele era um defensor da fé e da família. O bispo Cavalcanti é apresentado, para os olhos americanos, como um verdadeiro conservador, já que a defesa da família é um pilar do pensamento conservador. Ocorre que com seu histórico de esquerdista convicto, inclusive de militância dentro do PT, jamais o bispo fora um defensor da família, pois a agenda socialista não defende a família. Pelo contrário, há anos essa agenda vem tentando desconfigurá-la. Ora, poderia um homem que trabalhou com tanta militância em favor do socialismo no Brasil ser considerado um defensor da família? Obviamente, não.
Mas o que mais assusta não é uma agência americana noticiar de forma omissa e equivocada o histórico do bispo esquerdista. Provavelmente, para certificar-se da veracidade da notícia e do histórico enfeitado, o Christian Post procura alguém, no Brasil, que, de alguma maneira, possa confirmar essas informações. O escolhido, no caso, é alguém que não sei se é um verdadeiro conservador, mas que transita largamente em meios conservadores: o pastor Renato Vargens.
Na notícia publicada, o pastor Vargens afirma, claramente, que o bispo Robinson Cavalcanti foi “um homem de grande sabedoria divina” (a man of great Godly wisdom). Ora, ora, mas a que sabedoria divina ele está se referindo? A participação no PT? A criação do MEP? Sua amizade íntima e colaboração forte na campanha de Lula? Quais dessas coisas faz parte da sabedoria divina apresentada pelo bispo? Será que Deus aprovou todas essas atitudes? Mais ainda, será que Ele as inspirou? Realmente, não dá para entender a que o pastor se referia.
Renato Vargens: Cavalcanti era “um homem de grande sabedoria divina”
A afirmação de Vargens, aos olhos estrangeiros, é uma autenticação da “obra divina” na vida e ministério do bispo esquerdista assassinado. Com a autenticação de Vargens, o bispo progressista se transforma, imediata e celestialmente, num representante conservador do Brasil — uma posição que, certamente, o faria protestar de seu túmulo e escrever imediatamente um artigo além túmulo na Ultimato denunciando seus “difamadores”!
Não é possível que, tendo declarado no Christian Post que leu muitos dos escritos de Robinson Cavalcanti, o pastor Vargens nunca tivesse notado nada do histórico e esquerdismo que transbordavam do bispo assassinado. Se ele nunca notou nada e não sabe de nada, então não deveria se comprometer afirmando que o morto tinha “grande sabedoria divina”. Se sabe, traz apenas confusão ao conhecimento do público americano que, com a autenticação de Vargens, verá no sr. Cavalcanti um homem que ele nunca foi: um verdadeiro defensor das causas conservadoras.
Para o pastor Renato Vargens restam duas alternativas: negar veementemente tal afirmação, jogando toda a culpa sobre a agência americana pelo equívoco, ou confirmar o que disse. Se confirmar, não vejo como explicar a frase sem se comprometer com tudo o que o bispo assassinado era comprometido.
Para ler uma importante nota de Julio Severo em inglês sobre o assassinato do bispo, veja: Brazilian Marxist Bishop Killed by Adopted Son
Artigos no Blog Julio Severo mencionando Robinson Cavalcanti:

15 comentários:

eliezio gomes disse...

irmao julio estas pessoas que o senhor se referiu neste comentariosao sem duvida nenhuma os seus maiores defensores aqui no brasil e tem engolido muito sapo pela sua causa. todos tem falado da pouca vergonha que o pay pal fez com voce e tem comprado sua briga .sera que antes de comentar alguma nota nao seria melhor conversar com um destes homens de deus?. nao concordo com tudo que eles dizem mais sao pessoas que veem em voce um verdadeiro homen de deus. um abraço

Edinei Machado disse...

Fiz um comentário no Facebook do Pr. Renato quando este fato horrível aconteceu. Para minha surpresa, o Pr Renato me repreendeu duramente dizendo:"Repudio seu comentário anti-cristão, que mostra que você não tem misericórdia, ao julgar o bispo assim". E o que eu tinha dito? "Lamento pela morte trágica que ele sofreu. Uma pena que em vida ele lutou muito para avançar o evangelho das esquerdas, em prejuízo do Evangelho de Cristo. Que o SENHOR lhe dê a paga por sua obra". Quando perguntei a ele onde estava o julgamento, que segundo ele eu fazia sobre o finado bispo, ele apontou pelo fato de eu dizer:"Que o SENHOR lhe dê a paga por sua obra", e perguntando se isso não era julgamento. Fiquei mais confuso ainda, e ao questiná-lo se ele era contra que o SENHOR nos dê a paga pela nossa obra, neste caso também a do bispo(ou ele não vai receber a paga do SENHOR ?), ele silenciou-se, não me respondeu. Enfim, ele vive criticando todo mundo, mas quando apontamos o lado obscuro destes que ele, considera líder, ele entra em parafuso. Vira e mexe ele discasca o Silas Malafaia, e está certo, quando se trata da T. da prosperidade, mas não vejo ele elogiando quando ele defende a família como ele tem feito. Quando o Pr. Renato escreve sobre as heresias do Gondim, ele nunca reconhece que quase tudo herético no Gondim tem sua origem no que o próprio Gondim se auto-entitula de "pensador liberal de esquerda".O que se vê muito hoje em dia é idolatria gospel, e quando apontamos as obras obscuras dos ídolos deles eles se iram demasiadamente.

Anônimo disse...

"CASAL" HOMOSSEXUAL É ACUSADO DE MALTRATAR UMA CRIANÇA.

http://www.youtube.com/watch?v=rzERS8P1WhA

Cláudio disse...

Engraçado que em um post do Rev.Nicodemus,ele fala(indiretamente)que não considera um progressista como cristão.
Escutei um Pr. falando dos erros do Bispo Cavalcanti,más ressaltando que ele esteve em Laussanne...
Colocar uma "causa" acima de Deus quebra a Primeira Lei.
Já falei muito não tenho necrofilia.
Julio cuidado!Para ser "crente" vc deve votar 13(ironia).

Julio Severo disse...

Olá, Cláudio! Acho que não dá para ninguém discordar do Rev. Nicodemus. Vi o MEP do Cavalcanti de perto e sempre abominei o trabalho sujo deles. Lembro que em 2002, o diretório nacional do PT enviou pacotes de panfletos com uma mensagem do MEP assinada por uns reverendos. Peguei o pacote, que continha milhares de panfletos e fora enviado por SEDEX, e queimei! Eu jamais ia distribuir aquele lixo na igreja. O MEP de Cavalcanti foi muito, muito atrevido e ímpio.

João Emiliano Neto disse...

Aquele que vive da espada pela espada perecerá, profetizou nosso Senhor. Ora, esquerdistas idolatram o Estado que detém a espada, como ensina a Bíblia, logo, perecem assim nas garras de seus próprios camaradas ou de alguma vítima na sociedade do desmando dessa gente.

Consumo de drogas pesadas, no mundo todo, foi promovido pela cultura liberal esquerdista, por isso, Cavalcanti pereceu no metal da espada (ou da faca) manejada pelo próprio filho que aprendeu com a ideologia do pai a ser viciado e assassino.


Soli Deo gloria!

Cláudio disse...

Nesse post ele fala,"Depois de tantos séculos, nossos teólogos progressistas (ainda não gosto desse rótulo, vou acabar achando outro) têm algo de novo para nos dizer sobre esse ponto? Os que tentaram, caíram nas antigas heresias soteriológicas já discutidas e refutadas ad nauseam pelos Pais da Igreja e pelos Reformadores.
fonte:http://tempora-mores.blogspot.com/2012/02/relativismo-certeza-e-agnosticismo-em.html
Bem Julio eu e boa parte dos cristãos não temos acesso aos "bastidores",pelo meu ver, quem já trabalhou no governo tem que ter muito a "cabeça no lugar" pra aguentar isso tudo.

Fabio Blanco disse...

Eliezio, me desculpe, mas ninguém está engolindo sapo por causa do Julio. Sua afirmação é desastrosa, porque coloca o Julio como um irresponsável que precisa que outros o defendam. Se alguém defende o Julio, não defende ele, mas, sim, suas ideias, o que é muito diferente. E se alguém, por acaso, se sente engolindo sapo por causa dele, é porque não comunga exatamente das mesmas ideias.

carloshenrique disse...

Cláudio escreveu: "Engraçado que em um post do Rev.Nicodemus,ele fala(indiretamente)que não considera um progressista como cristão."
Concordo com o Rev. Nicodemos. Um progressista, socialista e esquerdista não dá para se considerar um Cristão.

Betopernambuco disse...

Ju'lio posso falar desse vagabundo pastor de araque de Pernambuco que foi assassinado pelo filho porque sou Pernambucano e conheci esse pilantra.Fiz uma mate'ria para o Jornal do Comercio de Pernambuco explicando que esse pastor de araque atirou na pro'pria mao quando em sua ganacia ( tinha tres empregos pu'blico )se afilou e era amisi'ssimo de Lula que inclusive o recebeu em sua casa va'rias. Lula que ele sabia e' socio da FARC e que ajudou seu filho a se intoxicar, matando-o. Mas nao publicaram a mate'ria. Tambem culpei os li'deres evage'licos que nao se prostavam contra esse pastor ci'nico e mascarado,,,,nada fizeram. A culpa desse terror no Brasil de hoje, tambem e' dos li'deres que pregam em nome de Jesus. Nao posto comenta'rios como ano'nimo mas no seu blog nao to sabendo com me indentificar Betopernambuco

Betopernambuco disse...

Esse link tentei abrir no youtube,,,,mas nao abre. sera' que deletaram ????/ "CASAL" HOMOSSEXUAL É ACUSADO DE MALTRATAR UMA CRIANÇA

Júlio Lins disse...

No começo eu gostava do Christian Post, mas eu não sei o que aconteceu, ele se tornou um site muito fútil. Já o Renato Vargens eu sempre vejo manchetes de seus artigos, mas não sei quem é, de que igreja é pastor, e nem sei porque tantas pessoas leem seus artigos, se quase todos apenas servem para criticar igrejas evangélicas e os evangélicos.

Idevam disse...

Após a morte seguese o Juízo

Demetrius Farias - Blog do Darth Metrius disse...

É bom que leiam isso aqui:

http://renatovargens.blogspot.com/2012/03/estabelecendo-verdade.html

Maya Felix disse...

Olá, Julio,

Já fiz parte do MEP, e é de fato o braço evangélico do PT, fundado por Robson Cavalcanti e Ariovaldo Ramos, ancorado na Câmara dos Deputados (seu presidente é assessor de algum deputado do PT, eis como o MEP se sustenta), apoiador de Marina Silva, Wasny de Roure etc. O MEP quer é conquistar os evangélicos para que votem nos candidatos do PT, nada além disso. É esse o objetivo do MEP: entrar nas igrejas e fazer propaganda dos candidatos do PT.

Maya